Rio Alto Energias Renováveis (RIOS3) define faixa de preço para IPO rio alto energias renováveis (rios3) define faixa de preço para ipo Rio Alto Energias Renováveis (RIOS3) define faixa de preço para IPO rio alto rios3 ipo

Rio Alto Energias Renováveis (RIOS3) define faixa de preço para IPO

A Rio Alto Energias Renováveis (RIOS3) definiu nesta segunda-feira (5) a faixa indicativa de preços para seu IPO entre R$ 15,87 e R$ 20,63.

Na tranche primária, quando os recursos vão para o caixa da empresa, será de 44.109.589 ações, mas pode ser acrescida de um lote adicional (8.821.917 ações) e outro suplementar (R$ 6.616.438 ações).

Considerando o ponto médio da faixa (R$ 18,25), a Rio Alto Energias Renováveis (RIOS3) pode movimentar aproximadamente R$ 805 milhões em sua oferta inicial.

FAIXA-PRECO-RIOS3 rio alto energias renováveis (rios3) define faixa de preço para ipo Rio Alto Energias Renováveis (RIOS3) define faixa de preço para IPO FAIXA PRECO RIOS3

A precificação das ações deve acontecer no dia 26 de abril. Já a estreia das ações em Bolsa será em 28 de abril.

Os recursos captados no IPO serão utilizados em investimentos nos projetos de geração de energia solar em construção e desenvolvimento (90%), no reforço de caixa e capital de giro (7,5%) e em investimentos em futuros projetos de energia solar (2,50%), informou a empresa.

Perfil da Rio Alto Energias Renováveis (RIOS3)

A Rio Alto Energias Renováveis (RIOS3) foi fundada em agosto de 2020 e é uma das maiores geradoras de energia solar fotovoltaica do País.

A Rio Alto tem mais de 11 anos de atuação, especializado no desenvolvimento de projetos, geração e comercialização de energia renovável.

Com um plano de negócios pautado na geração e comercialização de energia solar, a empresa atua desde o desenvolvimento e construção de usinas solares, até o financiamento, operação e comercialização de energia
produzida.

No final do ano passado, o Grupo Rio Alto possuía R$ 2,6 bilhões em contratos de compra e venda de energia de longo prazo, correspondentes a um volume de geração de energia de 14.209 GWh.

A Companhia possui, por meio do Fundo de Investimento em Participações (FIP) Rio Alto, 14,86% de participação em três usinas em funcionamento, quais sejam, Coremas I Geração de Energia SPE S/A, Coremas II Geração de
Energia SPE S/A, Coremas III Geração de Energia SPE S/A, com uma capacidade total de geração de 93,4 MWp.

Adicionalmente, a empresa detém 100% de participação nos seguintes ativos atualmente em construção e com a previsão de início das suas operações ao longo do segundo semestre de 2021: Coremas IV, Coremas V, Coremas VI, Coremas VII e Coremas VIII, totalizando, aproximadamente, 156 MWp de capacidade adicional, bem como sete projetos em fase de estruturação: Sol do Agreste, Coremas IX, Coremas X, Santa Luzia 1, Santa Luzia 2, Santa Luzia 3 e Lagoa Tapada, com previsão de início das suas operações ao longo de 2022 e 2023, cuja capacidade de geração total adicional será de, aproximadamente, 1.500 MWp.

Indicadores financeiros

O prejuízo do Grupo Rio Alto foi de R$ 3,7 milhões no ano passado.

A companhia apresentou receita de R$ 183 mil em 2020.

Considerando os resultados consolidados do Grupo Rio Alto, o prejuízo em 2020 foi de R$ 3,838 milhões, 65,4% menor que o prejuízo de R$ 11,101 milhões em 2019.

Leitura recomendada

Confira mais notícias sobre os próximos IPOs de 2021

IPOs 2021: Confira a fila para abertura de capital