Grupo Mateus (GMAT3) registra alta de 53,% no lucro no 1T21 grupo mateus Grupo Mateus (GMAT3) registra alta de 53,% no lucro no 1T21 Grupo Mateus GMAT3

Grupo Mateus (GMAT3) registra alta de 53,% no lucro no 1T21

O Grupo Mateus (GMAT3), dono do quarto maior atacarejo do Brasil, registrou lucro líquido de R$ 157 milhões no primeiro trimestre de 2021 (1T21), crescimento de 53,9% em relação ao mesmo período de 2020.

A receita líquida somou R$ 3,362 bilhões nos três primeiros meses do ano, alta de 39,6% em relação ao mesmo período do ano anterior.

O Ebitda (lucro antes do juros, impostos, depreciação e amortização) cresceu 34,9% na comparação com igual etapa de 2020, totalizando R$ 210 milhões. Confira o balanço na íntegra aqui.

As vendas em mesmas lojas subiram 10% no primeiro trimestre de 2021, alta de 3 pontos percentuais em relação ao mesmo período de 2020.

O lucro bruto foi de R$ 802 milhões entre janeiro e março deste ano, aumento de 32,9% na comparação com igual etapa de 2020.

O resultado financeiro do 1T21 totalizou R$ -15 milhões, com uma redução de 51,8%, e representou -0,4% da receita líquida comparado a -1,3% no 1T 20.

Margens do Grupo Mateus (GMAT3)

A margem bruta da companhia foi de 23,9% entre janeiro e março de 2021, baixa de 1,2 ponto percentual.

Já a margem Ebitda alcançou 6,2% no 1º trimestre de 2021, queda de 0,2 p.p. na comparação com igual trimestre de 2020.

Enquanto a margem líquida do Grupo Mateus (GMAT3) atingiu 4,7%, elevação de 0,5 p.p.

Capex

O Capex totalizou R$ 287,7 milhões nos primeiros trimestre de 2021, um aumento de 142% em relação ao mesmo período de 2020.

A cifra foi direcionada pela expansão de lojas e à ampliação da infraestrutura, com a construção de novas indústrias de pães e centros de distribuição, e a manutenção de lojas existentes.

Foram abertas 43 lojas nos últimos 12 meses, das quais 26 estão em novas cidades.

O Grupo Mateus (GMAT3) terminou março deste ano, com 170 lojas.

Endividamento

Em 31 de março, o caixa líquido da Grupo Mateus (GMAT3) era de R$ 1,225 bilhão. A dívida líquida era de R$ 665 milhões do primeiro trimestre de 2020.

A alavancagem financeira da empresa, ficou em 1,2x no final de 2021.

Leia mais

Veja balanços da empresas listadas na Bolsa brasileira (B3:B3SA3)

Dotz (DOTZ3) registra queda de 19,1% no prejuízo no 1T21