Embraer (EMBR3) estima que China irá precisar de 1,5 mil aeronaves regionais em 20 anos embraer Embraer (EMBR3) estima que China irá precisar de 1,5 mil aeronaves regionais em 20 anos embraer embr3 jato 150 lugares

Embraer (EMBR3) estima que China irá precisar de 1,5 mil aeronaves regionais em 20 anos

A Embraer (EMBR3) anunciou que o mercado chinês de aviação deve necessitar de aproximadamente 1,5 mil aeronaves de até 150 assentos nos próximos 20 anos.

Desse total, 77% serão para atender a expansão do mercado e o restante  23% para reposição.

Os números fazem parte de um relatório que a Embraer (EMBR3) apresenta hoje durante o Zhuhai Airshow, a 13ª Exposição Internacional Aeroespacial da China.

Hoje em dia, 91 aviões da Embraer operam em 550 rotas na China, conectando 150 cidades e transportando aproximadamente 20 milhões de passageiros por ano, segundo a fabricante de jatos.

Embraer (EMBR3) acredita que mercado chinês de aviação será o maior do mundo

A receita medida em número de passageiros por quilômetros (RPK) na aviação civil chinesa deverá crescer a uma taxa média de 4,7% ao longo da próxima década, sinalizando a liderança do país na recuperação da aviação.

Dessa forma, a Embraer (EMBR3) acreditamos que futuramente o mercado chinês de aviação será o maior do mundo.

A fabricante de jatos construiu uma forte e positiva presença nessa região, fornecendo uma base sólida para seu jato mais avançado, o E2, segundo Arjan Meijer, Presidente e CEO da Embraer Aviação Comercial.

China anuncia 200 novos aeroportos

O governo da China anunciou recentemente uma série de ações para o desenvolvimento de infraestrutura que inclui cerca de 200 novos aeroportos para incentivar e promover a realocação industrial do país.

De acordo com a Embraer (EMBR3), a importância das aeronaves regionais continua aumentando após a pandemia, desempenhando um papel fundamental no lançamento de novos serviços para esses aeroportos e no crescimento da demanda.

Embraer (EMBR3) segue focada no ESG

A Embraer (EMBR3) divulgou, recentemente, sua meta de atingir operações neutras em carbono até 2040 e apoio à meta da indústria da aviação de emissões líquidas zero de carbono até 2050.

“A sustentabilidade é uma prioridade máxima na Embraer em todos os sentidos. Especialmente, quando se trata do design de novos produtos. Mais do que ser uma aeronave mais eficiente, a família de jatos E2 também é a mais silenciosa e ecologicamente amigável disponível hoje no mercado”, disse Guo Qing, Diretor-Executivo e Vice-Presidente de Aviação Comercial da Embraer China.