CSN Cimentos, controlada da CSN (CSNA3), pede registro de IPO csn cimentos CSN Cimentos, controlada da CSN (CSNA3), pede registro de IPO cimento csn csna3

CSN Cimentos, controlada da CSN (CSNA3), pede registro de IPO

A CSN Cimentos, controlada da CSN (CSNA3), protocolou nesta terça-feira (18) pedido de oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês).

No documento, a empresa informou que realizará apenas oferta primária de ações. Ou seja, os recursos captados na operação serão destinados ao caixa da companhia.

De acordo com o prospecto, o montante arrecadado será destinado para projetos de expansão.

Para participar da oferta de varejo da CSN Cimentos, o investidor precisa desembolsar no mínimo R$ 3 mil e no máximo R$ 1 milhão.

O IPO será coordenado por BTG Pactual (BPAC11), Citigroup, Safra e a XP Investimentos. Confira o prospecto preliminar completo

A Companhia Brasileira de Alumínio (CBA) também protocolou pedido para realização da sua oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês).

Perfil da CSN Cimentos

A CSN Cimentos é uma empresa integrada que atua em toda a cadeia de produção do cimento no mercado brasileiro, com uma operação que acredita ser eficiente e competitiva na mineração, na fabricação, na comercialização e na distribuição do produto.

A CSN Cimentos é proprietária:

  • da mina da Bocaina, localizada na cidade de Arcos, Estado de Minas Gerais, com jazidas de
    calcário e dolomito de alta qualidade para a produção siderúrgica, de clínquer e cimento;
  • ativos localizados nas unidades de Arcos e Volta Redonda; e
  • jazidas de calcário que suportam seu o plano de expansão.

Indicadores financeiros da CSN Cimentos

A receita líquida da CSN Cimentos no 1T21 totalizou R$ 184 milhões, impulsionada por um volume de vendas de 1,3 milhão de toneladas e preço médio de R$ 240,60/ton.

O custo dos produtos vendidos totalizou R$ 127 milhões no primeiro trimestre de 2021.

As despesas com vendas e administrativas nos três primeiros meses do ano totalizaram R$ 18 milhões.

No 1T21, o grupo de outras despesas operacionais líquidas atingiu valor de R$ 7,3 milhões, decorrente de provisão
para contingências, gastos com estudos de projetos e baixa de imobilizado.

O resultado financeiro foi negativo em R$ 3,2 milhões, basicamente decorrente de ajuste a valor presente de provisões de longo prazo, tais como a provisão para desmobilização de ativos.

A CSN Cimentos registrou lucro líquido de R$ 31 milhões no primeiro trimestre de 2021.

O Ebitda ajustado atingiu R$ 68,8 milhões no 1T21, com uma margem Ebitda ajustada de 37,4%. Esse forte resultado foi impulsionado pela alta de preços do cimento no mercado, bem como pelas medidas de eficiência da estrutura de custos da empresa.

Leitura Recomendada

G2D Investments (G2DI33) estreia em queda na Bolsa

Confira mais notícias sobre os próximos IPOs de 2021