TIM (TIMS3) registra alta de 151% no lucro no 2T21

TIM (TIMS3) registra alta de 151% no lucro no 2T21

A TIM (TIMS3) reportou lucro líquido de R$ 672 milhões no segundo trimestre de 2021 (2T21). Isso representa crescimento 151,3% em relação ao mesmo período no ano passado.

O Lucro por Ação (LPA) do trimestre foi de R$ 0,28 ante os R$ 0,11 do 2T20.

As despesas gerais e administrativas aumentaram 32,5% na comparação com igual etapa de 2020. Conforme a Tim (TIMS3), o resultado é explicado, principalmente, por maiores despesas com serviços de manutenção e por serviços especializados com consultorias para projetos estratégicos.

  • Participe do grupo exclusivo de investidores do Carteira S/A no Telegram

O resultado financeiro foi negativo em R$ 36 milhões no 2T21, redução de 86,5% em relação ao mesmo período de 2020.

As ações da TIM (TIMS3) lideram as altas do Ibovespa nesta manhã, com alta de 1,65% (R$ 11,74).

Receita da TIM (TIMS3) cresce 10,5% no 2T21

A receita líquida somou R$ 4,4 bilhões no 2T21, expansão de 10,5% na comparação ano a ano.

De acordo com a TIM (TIMS3), o resultado foi em função do crescimento do ritmo de expansão, “mantendo a trajetória de recuperação observada desde o terceiro trimestre de 2020”.

O Ebtida (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) bateu R$ 2,0 bilhões no segundo trimestre de 2021, contra R$ 1,9 bilhão do mesma etapa do ano passado. Isso corresponde ao crescimento de 5,2% na base anual.

O desempenho da Tim (TIMS3) foi impulsionado pelo crescimento da receita de Serviços Móveis, manutenção do crescimento da Receita de Serviços Fixos.

Dessa forma, a TIM (TIMS3) acumulou 20 trimestres com crescimento positivo de Ebtida.

Confira o balanço completo aqui.

Capex e alavancagem

Os investimentos TIM (TIMS3) somaram R$ 906 milhões com a retomada de projetos repriorizados em 2020 e a preparação para recebimento dos ativos da Oi Móvel.

A dívida líquida encerrou o segundo trimestre em R$ 5,183 bilhões, diminuição de R$ 1,874 bilhão em relação ao mesmo trimestre de 2020.

Esta queda é explicada por uma geração de caixa mais forte durante o primeiro semestre de 2021.

A alavancagem financeira (dívida líquida/Ebitda) ficou em 0,60x no 2T21.

Margens da operadora retraíram

A margem Ebit caiu 0,9 ponto percentual no segundo trimestre de 2021, atingindo 15,1%.

Já a margem Ebtida atingiu 47,4% no 2T21, baixa de 2,4 pontos percentuais.

TIM (TIMS3) tem preço-alvo de R$ 17,60

A corretora Ativa Investimentos reiterou recomendação de compra para TIM (TIMS3), com preço-alvo de R$ 17,60

Segundo a instituição financeira, os resultados do 2T21 não surpreenderam, que destacou crescimento da receita líquida e do Ebitda.

Ontem, o papel da TIM (TIMS3) fechou em queda de 2,20%, cotado a R$ 11,55.

Leia Mais

Veja balanços da empresas listadas na Bolsa brasileira (B3:B3SA3)