Rede D’or (RDOR3) aprova oferta restrita de ações rede d'or Rede D’or (RDOR3) aprova oferta restrita de ações rede dor rdor3

Rede D’or (RDOR3) aprova oferta restrita de ações

O Conselho de Administração da Rede D’or São Luiz (RDOR3) aprovou, nesta terça-feira (18), a realização de oferta de distribuição primária e secundária de ações, com esforços restritos.

Na operação serão vendidas até 62 milhões de ações ordinárias da rede hospitalar.

Em fato relevante, a Rede D’or (RDOR3) informou que tranche primária contará com 25,040 milhões a serem emitidas pela companhia.

Já a distribuição secundária será de 37,560 milhões de ações da companhia.

Os acionistas vendedores serão os fundos HPT, HPT II, FBIE, FBIE II, RDSL Investimento e o Delta FM&B.

Até a data de conclusão do Procedimento de Bookbuilding, a quantidade de ações inicialmente ofertada, poderá ser acrescida em até 50% do total de Ações inicialmente ofertado. Ou seja, em até 31,3 milhões de ações ordinárias de emissão da Rede D’or (RDOR3) e de titularidade dos acionistas vendedores.

Com base na cotação de fechamento de ontem (18), no valor de R$ 71,90 por papel, o montante total da oferta restrita seria R$ 4,500 bilhões, sem considerar as ações adicionais.

Considerando as ações adicionais, a cifra movimentada poderia atingir R$ 6,751 bilhões.

A oferta será coordenada por Bank of America Merrill Lynch, BTG Pactual (BPAC11), J.P. Morgan, Bradesco BBI, Itaú BBA, Safra, UBS e a XP Investimentos.

Rede D’or (RDOR3): mais detalhes sobre a oferta restrita

Os recursos captados na tranche primária serão utilizados para arcar com os custos de construção de novos hospitais e/ou de expansão das unidades existentes por meio de projetos greenfield e brownfield.

Além disso, a cifra levantara será direcionada para aquisição, no curso regular de seus negócios, de novos ativos (hospitais, clínicas oncológicas, corretoras de seguros de saúde, dentre outros).

A fixação de preço das ações da Rede D’or (RDOR3) acontecerá no dia 26 de maio. Já o início das negociações em Bolsa ocorrerá em 28 de maio.

Resultados do 1T21

Rede D’or São Luiz (RDOR3) reportou nesta segunda-feira (17) lucro líquido de R$ 402,4 milhões no primeiro trimestre de 2021. Isso representa um aumento de 254,6% em comparação com igual trimestre do ano passado

A receita líquida totalizou R$ 4,719 bilhões no primeiro trimestre deste ano, crescimento de 43% em relação ao mesmo período do ano anterior.

O Ebitda (lucro antes do juros, impostos, depreciação e amortização) subiu 86% na comparação com igual período de 2020, somando R$ 1,134 bilhão.

A ação da Rede D’Or São Luiz (RDOR3) encerrou o primeiro trimestre deste ano cotada a R$ 64,91, registrando alta de 12,1% desde o IPO.

Rede D’Or (RDOR3) prevê Enterprise Value/Ebitda de 7,5 vezes

A Rede D’Or São Luiz (RDOR3) divulgou nesta quarta-feira (19) sua projeção do Enterprise Value/Ebitda combinado dos seguintes ativos hospitalares:

  • Hospital São Lucas Macaé;
  • Hospital América de Mauá;
  • Hospital Balbino;
  • Hospital Cardio Pulmonar;
  • Hospital Central de Guaianases;
  • Hospital Antonio Afonso; Hospital Biocor; e
  • Hospital Nossa Senhoras das Neves

Os novos hospitais compreendem as aquisições anunciadas pela companhia após 30 de setembro de 2020 e que incluem aquisições em fase de conclusão.

Dessa forma, a companhia prevê para 2022 um Enterprise Value/Ebitda combinado dos novos hospitais de 7,5 vezes.

Leitura Recomendada

Confira mais notícias sobre o mercado financeiro

Empresas da Bolsa: confira a lista completa aqui