Milhas: o que são, como funcionam e onde acumular

Explore o incrível universo das milhas! Mesmo que você não tenha costume de viajar avião, com certeza já ouviu falar dessas pequenas aliadas que estão em todos os lugares – seja nos anúncios online, nas propagandas de TV ou nas conversas animadas entre amigos.

Se as dúvidas sobre o que exatamente são milhas, como funcionam e como extrair o máximo proveito delas ocupam sua mente, você está prestes a receber respostas esclarecedoras. Este artigo é seu guia completo para desvendar os mistérios das milhas e aprender a explorar esse recurso valioso. Continue conosco nesta jornada e descubra como transformar suas milhas em experiências incríveis!

O que são milhas?

Milhas aéreas representam uma gratificante forma de reconhecimento oferecida por companhias aéreas a seus clientes assíduos ou por meio de programas de fidelidade de cartões de crédito.

Nesse contexto, você acumula essas milhas ao escolher voar com uma companhia aérea específica, usufruir de seus serviços ou participar ativamente de seus programas de fidelidade. O fascinante é que essas milhas não são apenas números; são uma moeda versátil que pode ser trocada por passagens aéreas, upgrades de assento, acesso a salas VIP, hospedagem e até mesmo convertidas em dinheiro.

Vale ressaltar que alguns programas de milhagem estabelecem regras particulares, como a data de validade das milhas e a disponibilidade de assentos. Portanto, é fundamental consultar atentamente os termos e condições antes de efetuar qualquer resgate.

Pontos ou milhas?

De forma geral, pontos e milhas são utilizados como sinônimos quando nos referimos a passagens aéreas. E, de fato, a proposta de ambos é bem semelhante.

As milhas foram concebidas como uma vantagem oferecida pelas companhias aéreas aos passageiros frequentes, vinculando-se à distância percorrida em milhas. Inicialmente, sua utilização estava restrita à troca por outras passagens aéreas; no entanto, hoje, as milhas podem ser acumuladas por meio de diversas modalidades e trocadas por produtos, serviços e experiências de viagem.

Os pontos, por sua vez, emergiram como um benefício atrelado aos cartões de crédito, proporcional ao valor gasto. Ao longo do tempo, novas formas de acumular pontos surgiram, como compras em estabelecimentos parceiros e assinaturas de programas de vantagens, entre outras opções. Similarmente às milhas, os pontos podem ser resgatados em diversas categorias, incluindo produtos, serviços e oportunidades de viagem.

É crucial destacar que a transferência de pontos está restrita à movimentação de bancos para companhias aéreas. Em outras palavras, não é possível transferir pontos entre instituições financeiras ou entre diferentes empresas aéreas. Portanto, ao considerar a participação em um programa de milhas, é aconselhável centralizar seus pontos em um único programa, pelo menos inicialmente, em vez de dispersá-los entre diversas companhias aéreas. Essa abordagem possibilitará alcançar mais rapidamente a quantidade necessária de milhas para efetuar a troca por um trecho aéreo desejado.

Como operam os programas de milhas?

Os programas de milhas proporcionam a oportunidade de acumular recompensas, as quais podem ser resgatadas por passagens aéreas ou por uma variedade de outros produtos e serviços.

A adesão a esses programas é gratuita, bastando acessar o site da companhia aérea e concluir o cadastro. Não há necessidade de efetuar qualquer compra para validar o registro.

A seguir, exploraremos os principais programas de milhas aéreas disponíveis no Brasil.

Quais são os principais programas de milhas do Brasil?

Os principais programas de milhas aéreas do Brasil são o Smiles (da GOL), o LATAM Pass (da LATAM) e o Azul Fidelidade, antigo TudoAzul (da Azul).

No entanto, existem vários tipos de acordos entre companhias aéreas, como interline, codeshare, joint-venture e integração por alianças. Contudo, todos compartilham uma vantagem fundamental para os viajantes: proporcionar uma ampla gama de opções de viagens.

As parcerias possibilitam que as empresas coordenem suas malhas aéreas de maneira conjunta, ampliando as alternativas para os passageiros em termos de rotas e destinos, além de simplificar o processo de reservas.

Se seu destino internacional desejado não conta com voos diretos pela GOL, LATAM ou Azul, você ainda tem a opção de encontrar passagens para esse local por meio dessas empresas e efetuar a reserva com elas, embora a operação real seja realizada por uma companhia parceira.

Outra vantagem inerente às parcerias é a oportunidade de reservar voos com outras empresas, utilizando não apenas dinheiro, mas também aproveitando os programas de fidelidade e o uso de milhas.

A GOL, por sua vez, estabeleceu parcerias internacionais com companhias como American Airlines, Aerolineas, Copa, Avianca, KLM e Air France.

Do mesmo modo, a LATAM possui acordos com empresas como British, Cathay Pacific, Delta, Finnair, Malaysia, Qatar, entre outras.

Já a Azul possui acordos de voos com parceiras como Copa, TAP, United, Turkish e Air Canada. Essas parcerias permitem que você acumule pontos nos programas de fidelidade das companhias aéreas brasileiras quando viaja com suas respectivas parceiras internacionais.

Principais programas de pontos

Por outro lado, no Brasil, Livelo e Esfera se destacam como os principais programas de pontos no país.

A Livelo é fruto de uma joint venture entre o Banco do Brasil (BBAS3) e o Bradesco (BBDC4), que juntaram seus programas de recompensas para oferecer mais opções de resgate, acúmulo e benefícios exclusivos aos seus clientes.

Já o Esfera é um programa de pontos do Banco Santander, oferecendo benefícios para clientes que utilizam os cartões de crédito Santander participantes.

E qual o melhor programa?

Cada programa de milhas apresenta suas singularidades. Para determinar o mais adequado, é crucial analisar as nuances operacionais de cada um e, a partir disso, identificar qual atende melhor às suas necessidades.

Essas variações podem se manifestar na quantidade de milhas necessárias para efetuar a troca por uma passagem, na vigência dos pontos acumulados e nos benefícios oferecidos, tais como franquia de bagagem, acesso à sala VIP do aeroporto ou check-in preferencial.

Outro elemento crucial a se ponderar é a sua rotina de viagens. Como viajante frequente, é relevante identificar os trechos mais recorrentes em suas jornadas e quais companhias aéreas operam nesses itinerários. Caso tenha como foco voos internacionais, é vantajoso conhecer as companhias parceiras que atendem os destinos de sua preferência. Considerar esses aspectos é fundamental para tomar uma decisão informada na escolha do programa de fidelidade mais adequado ao seu perfil.

Como ganhar milhas?

Para conquistar milhas, cada companhia aérea possui suas próprias diretrizes. No entanto, compartilhamos algumas dicas para orientá-lo na busca pela melhor maneira de acumular milhas:

  • Verifique a parceria entre seu banco ou programa de fidelidade e a companhia aérea. Uma forma simples de angariar milhas é através do uso do cartão de crédito! Muitas bandeiras possibilitam a acumulação de pontos, que podem ser transferidos para milhas. Confira se seu banco é parceiro da Livelo!
  • Faça compras em lojas associadas. Acumular pontos ao realizar compras em estabelecimentos parceiros é outra maneira eficaz de alcançar mais rapidamente seus objetivos!
  • Converta pontos em milhas. Alguns programas de recompensas, como a Livelo, oferecem a opção de trocar pontos por milhas aéreas ao realizar transferências para programas parceiros.

Quanto custa um milheiro?

As transações em milhas são comumente realizadas em milheiros (1.000 milhas) e seu valor varia de acordo com o programa de fidelidade escolhido, bem como pela oferta e demanda do mesmo.

De forma padrão, atualmente, os programas de fidelidade vendem 1.000 milhas ao preço de R$ 70,00. Mas existem inúmeras estratégias para reduzir o custo milheiro, como compras bonificadas.